6º Congresso do Pacto Pelo Brasil Digital e Presencial

6º Congresso do Pacto Pelo Brasil Digital e Presencial.
Com a participação de nomes como Lars Grael e Roberta Codignoto que mostrarão como

26 de abril de 2022 15:17

Com a participação de nomes como Lars Grael e Roberta Codignoto que mostrarão como o Esporte está conectado com a agenda da ética e da integridade, o congresso vai apresentar agenda propositiva e que promova o DESENVOLVIMENTO INTELIGENTE pela CIDADANIA CONSCIENTE com o uso de instrumentos de controle, ferramentas de gestão, transformação digital, transparência e participação do cidadão. As inscrições já estão abertas e são gratuitas. 

O Observatório Social do Brasil vai promover entre os meses de abril e agosto a 6ª edição do CONGRESSO PACTO PELO BRASIL, com a temática DESENVOLVIMENTO INTELIGENTE pela CIDADANIA CONSCIENTE. A Abertura oficial acontece em 26 de abril de 2022 em formato digital e gratuito. No evento, serão apresentadas, por meio de painéis temáticos, agendas e propostas para eficiência das gestões pública e empresarial, fatores que favoreçam agenda anticorrupção e antissuborno nestes segmentos, o impacto na qualidade dos serviços públicos oferecidos ao cidadão, a importância do conceito ESG para a evolução das cidades brasileiras, cada vez mais preocupadas com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Vai mostrar também bons exemplos na gestão dos recursos públicos e cases de sucesso em prefeituras, órgãos de controle, entidades empresariais e sociedade civil. Outra proposta do congresso é compartilhar as boas práticas realizadas pelos Observatórios para inspirar o fortalecimento da cultura da participação cidadã e do controle social no setor público. Além disso, o Pacto Pelo Brasil se propõe a ser ponte entre quem tem soluções e quem precisa delas, inclusive nos negócios e empreendedorismo com inovação e transformação digital.

 A edição 2022 do Pacto Pelo Brasil será hibrida, em formato virtual e presencial com programação de abril a agosto. Durante os meses de abril, maio, junho e julho o evento oferece agenda digital, com inscrição e transmissão gratuita para toda a sociedade brasileira com agendas de discussão sobre Integridade, Compliance, Inovação, Transformação Digital, Excelência na Gestão, ESG, Negócios e Empreendedorismo e outros temas.

Em agosto de 2022, durante os dias 29 de agosto a 01 de setembro, o evento será PRESENCIAL na cidade de Foz do Iguaçu/PR, com a proposta de conhecer e debater iniciativas de Desenvolvimento Inteligente de Territórios e Cidadania Consciente que ofereça para as cidades e cidadãos serviços públicos de qualidade, num ambiente cada vez mais sustentável, íntegro e de crescimento econômico.

Programas e Temas

Integridade e Compliance

  • Implementando um programa de Compliance na Era dos Dados
  • Integridade no Esporte
  • Integridade em Prefeituras: Compliance Público
  • Ética na Saúde é Possível
  • Compliance visto pro #Elas
  • Integridade e Proteção de Dados para Pequenos Negócios

A segurança que integridade, transparência e ética oferecem para o futuro das cidades. Políticas que sustentem novos modelos de negócios para a Gestão Pública e para a Iniciativa Privada como Compliance, Ouvidoria, Políticas de Prevenção à Corrupção, Diretrizes Antissuborno e Promoção da Cidadania, devem ser fomentados, discutidos e propostos para que as negociações entre poder público, empresas e a sociedade tenham a segurança necessária para a evolução das cidades e o crescimento coletivo que busque garantir o bem-estar de todos por meio do desenvolvimento regional.

Negócios e Empreendedorismo

  • Cooperativismo e Vanguarda do Agronegócio
  • Desafios da Indústria 4.0
  • ESG: Financiamento social
  • ODS: Impacto Social e Oportunidades de Negócios
  • Compras Públicas e Desenvolvimento Sustentável
  • Tecnologia BIM e Inovação na Construção Civil
  • Governança e Pessoas

Um por todos! Cooperativismo, empreendedorismo, desenvolvimento de territórios, inovação e transformação digital, negócios sustentáveis… cada vez mais características de impacto coletivo e modelos de governança que valorizem o social despontam como o novo jeito de fazer negócios nas cidades brasileiras. Desafios e evolução de setores como a indústria e o agronegócio conectados com sustentabilidade do Planeta. Acesso ao fomento de novos modelos de gestão organizacional e ferramentas com tecnologia de ponta é o que reserva o futuro… #VemProPacto2022

Inovação e tecnologia Digital

  • IoT/Internet das Coisas e 5G – Impactos na Sociedade
  • EBIA – Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial
  • Ecossistema Brasil 6.0
  • Governo e Cidadão Digital
  • Caminhos para a Inovação: Cidades e Territórios
  • 2º Encontro de Smart Campus
  • Educação: Caminhos para o Brasil 6.0

Você está ligado nos assuntos da Inteligência Artificial, 5G, Metaverso, Governos Digitais, Integração Virtual e tudo mais que pode tornar nossas cidades e a vida dos cidadãos cada vez mais DIGITAL? Ecossistemas cada vez mais virtuais, do transporte à desburocratização de serviços públicos, do trabalho ao entretenimento… como estar aptos a acessar a transformação digital que vem e sem retorno?

Gestão Pública e Excelência

  • Inovação na Gestão Municipal e Certificação ISO 18091
  • Gestão Sustentável: ESG na gestão pública municipal
  • Cidades Empreendedoras
  • Cooperativismo e Desenvolvimento de Territórios
  • Financiamento para o Desenvolvimento Tecnológico
  • Intercâmbio de Prefeituras: Inovação, Desburocratização e Cidadania (Brasil e América Latina)
  • Participação Social para Governo Aberto
  • Cases/boas práticas na relação Prefeituras e OSBs

Um novo olhar, novos conceitos, uma gestão inovadora… o Pacto Pelo Brasil 2022 trará a oportunidade de se apresentar novos modelos de Gestão baseados na sustentabilidade, com princípios ESG, para gestão pública. Como as cidades se preparar para a inovação tecnológica e ambientalmente mais dedicada ao coletivo? Como buscar financiamento para a cidade do futuro? Como o intercâmbio e a troca de experiências ajudará nesta construção e como os gestores públicos e privados se preparam para liderar essa mudança?

Vamos apresentar soluções em fomento para a transformação digital, a relevância de micro e pequenas empresas para o desenvolvimento de territórios, a ISO 18091 e a excelência na gestão pública, a participação do cidadão na construção de políticas públicas e muito mais…

Desenvolvimento Inteligente, Cidadania Consciente

  • Desenvolvimento Inteligente de Territórios
  • Cooperativismo como propulsor do desenvolvimento
  • Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Complexo da Itaipu Binacional
  • ESG no OSB e Agenda 2030 – não deixar ninguém para trás
  • O que oferecem os Ministérios da Economia, do Desenvolvimento Regional e MCTI

Cidades 2030… Nosso papel é o de construir pontes entre quem tem soluções e quem precisa delas! Uma contribuição para o futuro de nossos municípios. Definitivamente é preciso entender o papel do cooperativismo, da inovação, da transformação digital, do ESG, como ferramentas essenciais para o desenvolvimento dos territórios, tendo o bem-estar das pessoas como propósito. Setor público, iniciativa privada e sociedade irmanados para o melhor Brasil que possamos deixar para as futuras gerações…

O Observatório Social do Brasil vai disponibilizar inscrição, programação, palestrantes, transmissão e outras informações no site: https://pactopelobrasil.org.br/6cppb/ .

O Observatório Social do Brasil

O Observatório Social do Brasil é a maior rede em articulação da sociedade civil. Já são mais de 150 observatórios em atividade, em 17 estados, o que representa 15% de toda a população do país. O envolvimento de mais de três mil voluntários fez com que, em apenas quatro anos, mais de 5 bilhões de reais fossem economizados aos cofres municipais. O trabalho feito pelo observatório possibilita, em média, a recuperação de 10 a 15% dos orçamentos em compras municipais e nos últimos quatro anos houve um aumento expressivo da média de empresas que participam de licitações públicas, evitando muitas vezes acordos de preços e a divisão dos lotes.

6º Congresso do Pacto Pelo Brasil – 1ª etapa digital

Quando: 26 a 28 de abril de 2022.

Espaço Virtual: https://pactopelobrasil.org.br/6cppb/

Contatos:

Coordenação Geral: Roni Enara, 41 99911-3638

Programação: Kenia Dorl, 41 99991-8989

Imprensa: Felipe Alves, 41 99988-6849

Observatório Social do Brasil: o Sistema que faz o Brasil poupar bilhões

Entre 2013 e 2020, o Observatório Social do Brasil estima ter evitado o desvio ou desperdício de R$ 5 Bilhões aos cofres municipais. A organização atua em rede e está presente em 150 cidades brasileiras. A previsão até 2025 é a inclusão de mais 30 cidades no Sistema OSB que conta com apoio de organizações parceiras para ampliação do alcance desta metodologia que beneficia toda a sociedade brasileira. 

O Observatório Social do Brasil é hoje a maior rede em articulação da sociedade civil para o controle social. Em todo o território nacional, já são 150 Observatórios em atividade, em 17 estados, o que representa o alcance de 15% de toda a população do país. O envolvimento de mais de três mil voluntários fez com que, em sete anos, mais de 5 bilhões de reais fossem economizados. A cada ano milhões de reais deixam de ser gastos desnecessariamente graças à multiplicação da metodologia OSB de fomento à Participação e ao Controle Social. O trabalho feito pelo OSB possibilitou também a recuperação de 10 a 15% dos orçamentos em compras municipais e nos últimos quatro anos houve um aumento expressivo da média de empresas que participam de licitações públicas, evitando muitas vezes acordos de preços e a divisão dos lotes. 

Com o apoio de mais de três mil voluntários, cada unidade do Sistema OSB monitora as compras da prefeitura da cidade, antes mesmo que o recurso seja gasto, desde a publicação dos editais. A ação é preventiva e ocorre por meio de uma metodologia padronizada. Uma parte dos voluntários acompanham os pregões (eletrônicos e presenciais) de compras de órgãos públicos municipais. Enquanto isso, outra parte do grupo se mobiliza para monitorar a entrega de produtos e serviços comprados pela prefeitura. Caso seja encontrada alguma divergência, em qualquer desses processos, o Sistema OSB oficia o gestor público solicitando a correção. Somente no caso de não haver a correção, se encaminha pedido de providências às autoridades competentes, como a Câmara Municipal, o Ministério Público ou outros órgãos de controle.

Exemplos de contribuição para a economia

Em 2015, o OSB em Ponta Grossa, no Paraná, observou que a prefeitura iria pagar por carrinhos de limpeza, um preço 48 vezes maior que o praticado pelo mercado. O Observatório fez uma ostensiva divulgação daquele pregão e conseguiu levar mais de 30 fornecedores. Com isso, a prefeitura economizou mais de R$ 2 milhões com os carrinhos. 

Outros exemplos se espalham pelo país. Em 2016 a cidade de Tubarão, em Santa Catarina, tinha o quarto legislativo mais caro entre as 25 cidades mais populosas daquele estado. Após pressão popular, cinco meses depois de estudo feito pelo OSB da cidade, os parlamentares apresentaram uma emenda de redução do duodécimo, que é o repasse de verba feito à Câmara. Na votação da emenda, a população lotou o plenário da câmara e a previsão de economia para a legislatura seguinte foi de mais de R$ 4,5 milhões.

Oportunidades para empresas

O trabalho feito pelo Observatório Social do Brasil, em cada cidade, aumentou a concorrência nas compras públicas, o que representa uma grande vantagem para as empresas brasileiras. Antes eram apenas três e hoje já são mais de nove organizações participantes nas cidades onde estão os observatórios sociais. Isso reduz preço, melhora a qualidade nas negociações e inibe a formação de conluios ou o pagamento de propinas. Por meio de uma metodologia revolucionária e o espaço de troca de experiências e capacitações que os Observatórios oferecem, as empresas têm a oportunidade de saber, em cada localidade, o que e quanto o poder público quer comprar.

Qual a sua contribuição para o Brasil? Seja um voluntário 

O combate à corrupção, a eficiência da gestão pública e a justiça social dependem de todos os cidadãos. Por isso, o Observatório Social do Brasil propõe um pacto pelo país. Empresários, estudantes, professores, aposentados, donas de casa, profissionais de diversos setores e quem mais tiver interesse em participar, podem atuar em diversas ações e projetos. Para saber mais sobre o trabalho do Observatório Social do Brasil, acesse o site: osbrasil.org.br.  

Quem financia o Observatório

Constituído como associação e congregado num sistema, o observatório social não recebe recursos públicos e é mantido pelos próprios colaboradores voluntários e por organizações empresariais e profissionais da cidade. Pelos resultados alcançados, estima-se que, para cada real investido no Observatório Social, outros R$102,00 deixam de ser desperdiçados ou desviados nas compras municipais.

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil - Sorocaba

O OSB Sorocaba é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, parte de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. A Rede OSB é formada por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública de nossa cidade.

Rua: Artur Caldini, 602, setor B, Jardim Saira, Sorocaba, SP
CEP: 18085-050
Telefone: (15)99153-7851
E-mail: [email protected]